PM é acusado de matar ex-namorada e ferir outra pessoa em MG

Luana Aparecida, de 21 anos, teria rompido namoro com soldado, e também já havia sido ameaçada anteriormente pelo militar; pai da vítima também foi ferido

Solange Spigliatti, estadão.com.br

02 de setembro de 2010 | 14h13

SÃO PAULO - O soldado da Polícia Militar João Jorge Furrier Maia, de 26 anos, está sendo procurado pela polícia mineira sob a acusação de ter matado a tiros sua ex-namorada Luana Aparecida Simões Felice, de 21 anos, nesta quarta-feira, 1, em Ouro Fino, Minas Gerais.

 

Segundo informações do irmão da vítima, o policial entrou pelo portão da casa e ao ser recebido por Luana, sem nada dizer, sacou sua pistola e efetuou vários tiros. Luana foi atingida por cinco perfurações no rosto e no corpo.

 

Além de Luana, o soldado efetuou um tiro contra o pai da ex-namorada, Juscelino Felice, de 58 anos, e fugiu em um Chevette, localizado logo depois abandonado na Rodovia MG-459, próximo à cidade de Monte Sião.

 

Segundo o irmão de Luana, ela teria rompido o namoro com o soldado, e também já havia sido ameaçada anteriormente pelo militar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.