PM é assassinado por motoqueiros

Em uma suposta tentativa de assalto, quando trafegava numa motocicleta CG-125 pela Av. Antonio Estevão de Carvalho, na zona Leste da capital paulista, o soldado Émerson Souza da Silva, de 25 anos, foi atingido por dois tiros. Os autores dos disparos são homens que estavam em duas motos e fugiram depois de balear opolicial que morreu ao dar entrada no Pronto-Socorro do Tatuapé.O crime foi registrado no 21º DP - Vila Matulde como tentativa de roubo seguida de morte. Émerson era lotado na 5ª Cia do 12º BPMM e atuava na Força Tática patrulhando região do Aeroporto de Congonhas na Zona Sul. As primeiras informações são controversas: alguns dizem que ele estava de folga e outros que retornava, à paisana, do trabalho.Era por volta de 20h e o PM estava próximo à estação do Metrô Guilhermina Esperança, em Cidade A. E. Carvalho. Perseguido pelos criminosos, que teriam tentado assaltá-lo, o policial acelerousua moto. Ao perceber que eles estavam em máquinas mais potentes e iriam alcançá-lo, parou junto ao muro da linha férrea e tentou pular. Foi quando o balearam.O fato de terem fugido sem levar a motocicleta abandonada não despertou nos policiais do 21º DP a suspeita de que tenha ocorrido um crime de vingança. A possibilidade de que Émersontenha sido emboscado por inimigos não foi aventada e as investigações seguirão mesmo o rumo do latrocínio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.