PM é morto a tiros na Baixada Santista

Vários tiros atingiram, por volta das 20h30 desta quarta-feira, o policial militar Evandro Mendes de Oliveira, no município de Praia Grande, na Baixada Santista. O PM morreu ao ser socorrido na Santa Casa local. O policial, de 30 anos, não estava de serviço. À paisana, encontrava-se à entrada da própria residência. Os colegas não sabem se ele foi surpreendido pelos criminosos quando entrava ou saía da casa, mas afirmam ter certeza de que este crime faz parte da série de atentados do PCC ocorridos tanto na capital, quanto no litoral paulista. O fato de Evandro não estar fardado, para eles, não significa que fosse outro o motivo para executá-lo, pois ele residia a muito tempo naquele local e era conhecido como policial.Ataque à delegacia - Às 22h30, no centro de Santos, cinco pessoas, que passavam de bicicleta pela Rua Bittencourt, disparam mais de um dezena de vezes contra a Delegacia de Infância e Juventude, se acertar ninguém. Foram 11 tiros e, segundo testemunhas, a maioria do grupo poderia ser de adolescentes, marcando sua posição de rebeldia contra a Justiça, como participantes ou aspirantes a membros daquela facção criminosa. A atitude dos marginais é mais "simbólica" que efetiva, pois a delegacia não funciona à noite.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.