PM e três traficantes morrem em tiroteio no Rio

Um policial militar e três traficantes, não identificados até o início da noite, morreram durante a ocupação do Complexo do Alemão, na zona norte do Rio. A operação envolveu 700 policiais militares de todos os batalhões da capital. O tiroteio começou por volta das 2 horas e durou quase três horas. Cinco pessoas ficaram feridas e quatro traficantes foram presos. O complexo do Alemão é formado por 11 favelas, espalhadas em sete bairros, onde moram 80 mil pessoas.O objetivo da ação, planejada pelo Estado Maior da Polícia Militar, era apreender armas e drogas. Foram recolhidos três revólveres calibre 38, 60 papelotes de cocaína, três quilos de maconha e um telefone celular. A ocupação será por tempo indeterminado. Para o Relações Públicas da PM, coronel Nilton Lourenço, a operação foi importante não pela quantidade de drogas e armas apreendidas. "Houve um impacto no tráfico", disse, se referindo aos três traficantes mortos. O oficial lamentou a morte de um policial. "Não foi totalmente satisfatório porque perdemos um policial. Mas tinha que ser feito".Há informações de que um das razões da operação era investigar o desaparecimento do sargento Sérgio Soares da Fonseca, no mês passado, na Vila Cruzeiro, que também faz parte do Complexo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.