Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

PM encontra fábrica clandestina de munição em BH

A Polícia Militar apreendeu, ontem à noite, um arsenal - dois rifles e duas carabinas, duas granadas e seis bombas - em uma casa na região do Barreiro, em Belo Horizonte. Além de três máquinas de fabricação de munição e matéria-prima, como cartuchos, chumbo e espoletas.As armas estavam na casa do comerciário José Inario Barbosa de Santana, de 34 anos, que foi preso e encaminhado à Delegacia Especializada em Armas e Munições. Entre o material apreendido havia munição para metralhadoras antiaéreas ponto 50 e MAG, armas de uso exclusivo das Forças Armadas. Santana alegou aos policiais que é um colecionador de armas. A operação policial foi desencadeada a partir de denúncias anônimas sobre tiros no local.MuniçãoA polícia acredita que o comerciário seja fornecedor de quadrilhas que atuam na região. Na casa de Santana a polícia recolheu duas granadas, uma de fabricação chinesa e outra norte-americana. Conforme a polícia, a quantidade de cartuchos e chumbo apreendidos sugere que ele iria fabricar um grande volume de munição. Foi apreendido um lote com 2,5 mil unidades de cartuchos intactos calibre 22, prontos para uso.Entre o material apreendido estavam 11 cartuchos intactos da metralhadora antiaérea ponto 50, as duas granadas, além de seis bombas - duas de efeito moral e quatro de gás lacrimogêneo, munição de diversos calibres. Os dois rifles encontrados na casa são calibre 12 (americano) e 22, de precisão. As carabinas são 22 (com mira telescópica) e 28 (cano duplo).

Agencia Estado,

11 de julho de 2002 | 15h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.