PM espera confrontos perto da Paulista

O major da Polícia Militar Rogério Azzolin, que estava no comando dos PMs que reprimiram a manifestação de estudantes na Avenida Paulista, afirmou que poderão ocorrer novos confrontos, nas ruas próximas da avenida. "Acredito que na Paulista não vai haver mais confronto. Aqui já está tudo calmo. Mas eles (os manifestantes) estão formando pequenos grupos nas imediações", afirmou o major. Segundo ele, de 15 a 20 manifestantes foram presos, vários deles e pelo menos dois oficiais, feridos. O major negou que tenha havido abuso por parte de seus comandados. Segundo ele, foram usada as formas de repressão necessárias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.