PM ferido em atentado contra presidente do TRE tem previsão de alta para 4ª-feira

SERGIPE

, O Estado de S.Paulo

30 Outubro 2010 | 00h00

Depois de dois meses e 11 dias internado no Hospital de Urgência de Sergipe, em Aracaju, o cabo da Polícia Militar Jailton Pereira, de 41 anos, atingido com um tiro na cabeça no atentado contra o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE), desembargador Luiz Mendonça, finalmente vai receber alta médica.

Ontem à tarde, ele foi transferido para o hospital da PM e deve sair na quarta-feira, quando ficarem prontas as adaptações em sua casa para recebê-lo. O projétil continua alojado no lado esquerdo do cérebro de Pereira. Ele perdeu os movimentos deste lado do corpo e passará por sessões de fisioterapia. Pereira deixou o Huse em cadeira de rodas, mas os médicos dizem que ele tem boas chances de voltar a andar. As investigações correm sob sigilo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.