PM furtava fios de cobre com apoio da família

O soldado da PM Willon Antunes Neto, de 26 anos, foi preso na madrugada de ontem, acompanhado do pai, do irmão mais novo e de outros quatro homens. Eles são acusados de furtar fios de cobre e foram detidos na Avenida Nações Unidas, na região de Santo Amaro, zona sul de São Paulo, quando retiravam o material de uma galeria subterrânea da Telefônica. À 1h30, um funcionário da empresa de telefonia fixa passava pelo local. Desconfiado da movimentação, chamou a PM. Os suspeitos foram flagrados vestidos com uniformes da empresa e estavam com uma Kombi e um caminhão-baú. Os veículos tinham adesivos falsificados da Koerich - prestadora de serviços da Telefônica. "Estava tudo muito bem esquematizado. Eles (presos) colocaram cones em uma das faixas, simulando um conserto", disse o delegado André Pimentel, da 5ª seccional. Todo o resultado do furto alcançava R$ 17 mil, segundo a polícia - eram 43 metros de cabos de aço, 300 quilos de fios elétrico e 60 metros de fios de cobre. Além do soldado da PM, foram presos Wallace Carvalho Antunes, de 50 anos; Wallace Carvalho Antunes Júnior, de 25; Edinaldo José da Silva, de 25; Reginaldo Silva dos Santos, de 30; Emílio de Oliveira, de 26; e Perivaldo Batista Santos, de 27 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.