PM mata colega em SP e afirma ter sido acidente

O soldado PM Wagner Gonzaga, lotado na 1ª Cia do 7º BPMM, morreu na madrugada de domingo, ao dar entrada no hospital das Clínicas, em São Paulo. Ele foi atingido por um tiro na nuca, quando estava tentando apanhar um homem que estaria sobre o telhado do prédio da Av. Brasil, 231, nos Jardins, zona sul da cidade. O tiro foi disparado por seu colega o soldado PM Paulo Henrique Florindo, de 41 anos. Ao ser apresento à delegada de plantão do 78º DP-Jardins, no final da tarde domingo, ele alegou que o disparo foi acidental.Segundo o depoimento do soldado PM, ele e o colega foram acionados pelo Copom para atender à ocorrência de uma suposta invasão de domicílio. Um homem teria sido visto sobre o telhado daquela casa. Ao chegar, fizeram o cerco e foram verificar a veracidade do fato. No telhado, porém, Paulo Henrique teria desequilibrado e sua arma disparou atingindo Wagner na nuca. Ele afirmou, ainda, que após o disparo o suspeito de invasão conseguiu fugir. Os policiais civis do 78º DP estranharam que o fato tenha acontecido por volta de 3h30 da madrugada, mas foi apresentado naquela delegacia, às 17h20.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.