PM mata namorada, futuro sogro e suicida-se em SP

O policial militar Robson Aparecido da Silva, de 28 anos, executou com vários tiros a namorada, Selma Alves Pereira, de 21 anos, o pai dela, Domingos Pereira dos Santos, de 58 anos, e em seguida, suicidou-se, disparando contra a própria cabeça. Os crimes aconteceram ontem, por volta das 23h30, na residência da família da moça, no Jardim Canhema, em Diadema, na Grande São Paulo. Lotado no 12º BPMM, Robson tinha problemas mentais desde o início do ano passado, quando sua mãe faleceu. Ele ficou de licença na PM, durante o ano todo. Segundo Doralice Pereira, mãe de Selma, motivado pelos ciúmes e pelo desequilíbrio, o namorado costumava tratá-la com muita violência, inclusive, espancando-a publicamente. Ontem, acompanhado pela madrasta, Marluce Ferreira Machado, o policial foi até a casa da namorada e após uma discussão, efetuou os disparos. O caso foi registrado no 3º DP de Diadema.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.