PM mobiliza grande aparato

Durante as três horas de confronto em Heliópolis, na zona sul, da capital paulista, a Polícia Militar mobilizou um aparato bem acima da média utilizada nas chamadas "operações de controle público", que incluem reintegrações de posse e manifestações nas ruas da cidade. Ao todo, para brecar a ação dos manifestantes, foram enviados ao local 323 policiais de sete batalhões - que normalmente patrulham as ruas paulistanas.

CAMILLA HADDAD, O Estadao de S.Paulo

03 de setembro de 2009 | 00h00

Oitenta e seis viaturas estavam na favela no período das 18 às 21 horas de terça-feira. Segundo a PM, quatro delas acabaram depredadas e tiveram vidros, latarias e para-brisas danificados. Outras duas viaturas foram atingidas por pedras e pertenciam ao Corpo de Bombeiros. Para conter a fúria das pessoas, ainda foram gastas 776 balas de borracha e 263 granadas de feito moral - o que nem sempre é utilizado em casos de desocupação e reintegração de posse.

Ainda na favela, quatro carros ficaram em chamas. Um deles era um Fiat Uno de um dos moradores da região com valor de aproximadamente de R$ 5 mil. O dono não informou se existia algum seguro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.