PM ocupa morro em busca de sargento

O Morro da Fé, na Penha, zona norte, foi ocupado na noite de ontem pela PM, que tenta encontrar o sargento Sérgio Soares da Fonseca, de 35 anos, desaparecido desde o sábado à noite. O policial teria sido seqüestrado por traficantes, depois de uma festa de aniversário, quando estava na companhia de um cunhado, identificado como André, que apanhou dos traficantes e recebeu o conselho de se mudar da favela.O Comando Geral da PM determinou que a ocupação prossiga até que Fonseca seja encontrado. Dentro da polícia, considera-se praticamente impossível que o sargento seja encontrado com vida. "Só por um milagre", avaliou um policial de alta patente. "Se no asfalto o policial identificado é morto, imagine lá", acrescentou. Já o porta-voz da PM, coronel Nilton Lourenço, mantém a esperança. Ele contou que muitas denúncias têm chegado e as buscas continuam.O sargento Fonseca, da 6.ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), em Itaboraí, Grande Rio, desapareceu no sábado, depois de participar do aniversário de uma sobrinha. Há duas versões para o caso. Uma diz que ele teria saído para comprar mais cerveja para a festa e, depois, surpreendido por traficantes num bar. De acordo com outra, ele teria ido beber em um bar e tentado trocar dinheiro em uma boca de fumo para pagar a conta. Os bandidos, então, teriam desconfiado do policial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.