PM pode estar envolvido com pornografia infantil

O policial militar Rodrigo Feijó da Costa pode estar envolvido com os dois homens presos ontem em Curitiba com computadores e CDs em que havia cerca de 28 mil fotos de crianças em poses sensuais ou em relações sexuais entre elas e com adultos. Costa seria o proprietário de um dos computadores encontrados na casa do ex-garçom Maycon Franco Sad de Souza, de 24 anos.O policial morava no mesmo apartamento de Souza no ano passado, quando o computador foi apreendido em razão de o ex-garçom ter sido acusado de piratear softwares. "Ele admite que o computador era dele, mas não soube explicar como estava repleto de imagens de crianças", diz o delegado Guaraci Juarez de Abreu. O delegado disse que a maioria das fotos e clipes foi copiada da Internet, mas ele acredita que algumas podem ter sido feitas no Paraná, com crianças sendo forçadas a posar. A perícia está examinando o tipo de vegetação e as paisagens, que podem ser do litoral paranaense. Souza e seu colega Oclair Correia Gonçalves, de 23 anos, foram presos e indiciados por infringirem o artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente, que proíbe fotografar ou publicar cenas de sexo envolvendo crianças. A polícia agora está identificando os nomes que aparecem em uma agenda apreendida na casa de Souza, com nomes de possíveis compradores dos CDs.

Agencia Estado,

08 de maio de 2002 | 17h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.