PM prende 60 manifestantes em protesto na Paulista

Pelo menos 60 manifestantes foram detidos no 78º Distrito Policial, nos Jardins, devido ao quebra-quebra ocorrido na tarde de hoje na Avenida Paulista. De acordo com o delegado assistente, Adriano Rodrigues Alves Caleiro, pelo menos 5 foram autuados em flagrante e deverão passar a noite presos. De acordo com o delegado, pelo menos 15 dos 60 manifestantes estavam feridos.O estudante Bruno Magalhães, de 16 anos, estava coberto de sangue, com um corte no queixo e outro na nuca. Bruno contou que foi agredido por um policial militar, que teria lhe batido com o cassetete. "Eu não estava fazendo nada, estava apenas procurando os meus amigos quando fui agredido e preso", afirmou ele. Ainda na delegacia, Bruno disse que preferia não revelar se foi ou não agredido quando já estava detido.O estudante foi levado pela polícia até o pronto-socorro para que fossem feitos curativos nos ferimentos. Os manifestantes que estavam reunidos em frente ao 78º DP, a espera de verem seus amigos libertados, afirmaram que vários manifestantes sofreram agressões quando já detidos. Mas o delegado assistente do distrito afirmou que não viu isso acontecer. "Acho muito difícil. Eles (os manifestantes) estavam acompanhados pelos advogados quando chegaram", afirmou Caleiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.