PM prende 7 por abusar de crianças e adolescentes

A Polícia Militar prendeu na tarde de domingo, em Murutinga do Sul, a 628 quilômetros de São Paulo, sete homens acusados de abusar sexualmente de seis crianças e adolescentes de 12 a 16 anos de idade. As vítimas - meninos e meninas - eram levadas para se prostituir em festas e orgias realizadas em chácaras da zona rural da cidadezinha de apenas 4 mil habitantes. Entre os presos, todos moradores em Murutinga, estão um servidor público, um comerciante e um empresário local. Um oitavo acusado está foragido. Os oito mandados de prisão foram expedidos pela Justiça Estadual depois de a Polícia Civil ouvir relatos de 20 crianças, com idades entre 12 e 14 anos, que presenciaram ou sofreram os abusos sexuais. As investigações, segundo a delegada da Mulher de Andradina, Milena Davoli Nabas de Melo, tiveram início na sexta-feira, quando a mãe de uma das crianças denunciou que a filha era abusada por homens da cidade. De acordo com a delegada, por causa do segredo de Justiça, os nomes dos suspeitos e das vítimas, não poderia ser divulgado.PROVASA delegada também não informou quais provas há contra os suspeitos, mas a informação é de que pelo menos dois exames de corpo de delito comprovaram que duas vítimas foram violentadas sexualmente. As prisões movimentaram a cidade. Dezenas de curiosos foram para a frente da delegacia, que teve as portas fechadas. Por precaução, a polícia transferiu os presos para a Cadeia Pública da vizinha Pereira Barreto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.