PM prende acusado de esfaquear pedestres em Higienópolis

Foi preso na madrugada desta quinta-feira Afonso Benedito Severiano Jr., de 19 anos, acusado de esfaquear pelo menos três e matar uma pessoa com uma faca de cozinha em Higienópolis, centro de São Paulo. Três dos crimes aconteceram no último fim de semana de julho. Em seu depoimento, Afonso confessa ter esfaqueado aproximadamente 20 pessoas.O caso mais grave envolveu uma jovem que levou várias facadas no abdome no dia 28 de julho, na Avenida Higienópolis, e morreu antes de entrar na sala de cirurgia do Hospital Santa Izabel. As outras estão internadas - uma delas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI.Afonso foi preso com uma faca de cozinha manchada de sangue em um dos bolsos da calça. Uma testemunha que teria visto Afonso atacando um homem no dia 27 de julho acionou a Polícia Militar. A polícia acredita que ele seja o maníaco que vinha atacando homens e mulheres no bairro de Higienópolis.Segundo as testemunhas, Afonso agia nos arredores da Universidade Mackenzie. Antes mesmo de anunciar o assalto, golpeava suas vítimas. Em seguida levava dinheiro ou objetos pessoais."Nós acreditamos que ele tenha atacado, no mínimo, cinco pessoas do mesmo modo na região. O perfil da vítima é estudante ou quem tem celular caro.", disse o capitão Evaldo Rangel Barbosa, comandante da 3ª Cia do 7º Batalhão da Polícia Militar. Vários ataquesA polícia acredita que Afonso foi responsável por outros dois ataques. Um deles no dia 2 de junho contra uma jovem na Rua Dona Veridiana. Outro, no dia 27 de julho, contra um rapaz também numa rua próxima ao Mackenzie. Uma jovem que mora na região presenciou este último ataque. Segundo a polícia, o rapaz teria confessado que já atacou pelo menos 20 pessoas na região.Outra vítima, o estudante Jorge Henrique, de 19 anos, que também estuda no Mackenzie e fazia Curso Preparatório de Oficiais da Reserva (CPOR) do Exército, foi atacado, com um golpe no pulmão, na Rua Cesário Mota Júnior. Ele está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Misericórdia. Ao ser encaminhado ao 4º Distrito Policial, da Consolação, o maníaco foi reconhecido por outra vítima, uma estudante que cursa Biologia no Mackenzie, atacada por Afonso no dia 30 de maio também na Rua Dona Veridiana. A jovem, na ocasião, foi esfaqueada na barriga. Poucas palavrasSegundo a delegada Alexandra de Agostini Randmer da Silveira, Afonso veio de Londrina (PR) para São Paulo em fevereiro deste ano e atualmente morava com parentes numa casa na Avenida São João, na região central da capital paulista. Em poucas palavras, Afonso alegou ter problemas familiares e financeiros. Ele disse que escolhia as vítimas que tinham boa aparência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.