PM prende ao menos 11 no Rio; mais de 20 veículos são incendiados

Materiais explosivos e inflamáveis foram apreendidos em vários pontos da cidade nas operações

Solange Spigliatti, Central de Notícias

25 Novembro 2010 | 16h23

 

SÃO PAULO - A operação da Polícia Militar realizada em várias comunidades do Rio de Janeiro para combater a violência dos últimos dias prendeu só nesta quinta-feira, 25, 11 pessoas. Além das prisões, foram apreendidos materiais explosivos que seriam usados para novos ataques a veículos na cidade. Nenhuma das ocorrências informadas pela PM foi realizada na Vila Cruzeiro, onde o Bope faz uma incursão esta tarde.

 

Veja também:

linkOperação da Polícia Civil deixa 7 mortos na Favela do Jacarezinho

linkOnda de violência no Rio chega à imprensa estrangeira

linkMais de 30 escolas e creches suspendem aulas

especialEduardo Paes: 'não podemos é esmorecer'

blog Patrícia Villalba: O medo está no rosto do carioca

mais imagens Veja fotos da onda de ataques no Rio

video  A rotina noturna com ataques no Rio

forum Presenciou algum ataque? Conte-nos como foi

  

Até o meio desta tarde, ao menos 28 veículos haviam sido incendiados na cidade. Foram 11 carros, 11 ônibus, duas motos, dois caminhões e duas vans. Os caminhões foram roubados quando funcionários das Casas Bahia iam fazer uma entrega pela manhã. Com marcas de tiros, os veículos foram usados como barricadas pelos traficantes na Vila Cruzeiro. 

 

Duas pessoas foram detidas e um menor apreendido em Botafogo, na zona sul, onde foram localizados três garrafas pet com gasolina. Outras duas pessoas, foram presas em Vila Isabel, onde também foi encontrada uma garrafa pet com gasolina.

 

Seis bananas de dinamite e seis espoletas foram apreendidas em Cavalcante, onde duas pessoas foram presas. No Morro do Galão, uma pessoa foi detida, assim como em Porto da Madama. Outro suspeito foi detido em Manguerinha, onde também foi encontrado um galão de gasolina, um isqueiro, corda e um carro foi recuperado. Em Chatuba, assim como na Barra da Tijuca, uma pessoa foi presa, Na UPP Pavão Pavãozinho, foram encontradas 500 munições de 7.62.

 

Abrigo. A Prefeitura do Rio colocará a disposição dos cidadãos as instalações do Grêmio Recreativo Esportivo dos Industriários da Penha (GREIP) para aqueles que não conseguirem chegar a suas casas no Complexo do Alemão, em razão dos confrontos entre polícia e traficantes. Segundo a prefeitura, a população terá alimentação, água e colchonetes.

 

(Com Pedro Dantas e Pedro da Rocha)

 

Atualizado às 17h15

Mais conteúdo sobre:
violência ataques prisões PM Rio polícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.