PM prende falsificadores de água mineral em SP

A Polícia Militar descobriu um depósito que falsificava rótulos de empresas distribuidoras de água mineral em São Bernardo do Campo, no grande ABC paulista, e vendia, como se fosse potável, água sem condição alguma de ingestão. Vários moradores da região já haviam feito queixa à polícia após terem sido vítimas de contaminação, supostamente, por essa água. No depósito, localizado na Estrada Água Santa, 610, no bairro Eldorado, a água era depositada em galões de 20 litros sem nenhum cuidado com a higiene. O Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos(Garra) de São Bernardo do Campo chegou ao local na noite desta segunda-feira, depois de uma denúncia sobre roubo de cargas. A forma da impressão dos rótulos falsos e o lacre colocado nos galões poderiam enganar muitos consumidores. A água era armazenada em um poço artesiano que fica bem ao lado de um córrego contaminado. Além de duzentos galões prontos para a distribuição, os policiais apreenderam dois caminhões-pipa que iriam distribuir a água para construções e alguns lava-rápidos. Foram detidos o proprietário do estabelecimento, Romano Colombo, de 42 anos, o gerente Erivan Borges Leal, de 33 anos, e os funcionários Michel Alberto Silva Carneiro, de 18 anos, Francisco Alberto de Souza Carneiro, de 46 anos, e Romoaldo Sanches, de 28 anos. O caso foi registrado como crime ambiental. Mesmo liberados, conforme prevê a lei, os detidos respoderão pelo crime. As informações são da Rádio CBN de São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.