PM prende ladrões após assalto com reféns em SP

Após fazerem reféns, por cerca de 40 minutos, nove pessoas de uma mesma família dentro de uma casa, na região do Rio Pequeno, zona Oeste da capital paulista, três assaltantes foram presos por policiais militares da 3ª Companhia do 16º Batalhão graças a um dos objetos roubados das vítimas, um celular em cuja memória estava o nome e telefone de uma delas. Três homens, duas mulheres, um jovem e três crianças, residentes à Rua Dr. João Vieira Neves, nº 148, no Jardim Esmeralda, foram dominados e mantidos reféns dentro de casa por volta das 21h de ontem. Os bandidos, após lotarem o carro da família, um Fiat Palio azul, com objetos, a maioria eletroeletrônicos, fugiram. As vítimas acionaram a Polícia Militar, que os deteve minutos depois após desconfiarem de três suspeitos que ocupavam um veículo das mesmas características estacionado em uma rua próximo à Favela do Sapê, da região. "De início, eles negaram o roubo, inventaram uma história de que conseguiram o carro emprestado, mas, quando vimos o nome de uma das vítimas gravado no celular, não tivemos dúvida. Eram mesmo os três, que acabaram admitindo o crime", disse a soldado PM Maila, umas das que detiveram os três bandidos.Um deles disse aos policiais que os eletroeletrônicos roubados foram escondidos dentro da Favela Sapê. Joanderson José de Oliveira Pardinho, 20, Adilson Fernades Pinto, 22, e um adolescente, de 16 anos, foram levados para o plantão do 51º Distrito Policial, do Butantã. Os dois maiores acabaram indiciados por roubo qualificado e o menor será encaminhado à Vara da Infância e da Juventude.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.