PM prende traficante em Vila Isabel

Uma megaoperação da polícia civil feita no Morro dos Macacos, em Vila Isabel, na zona norte do Rio, resultou na prisão do chefe do tráfico de entorpecentes do local, Alexandre Dorneles de Souza, de 28 anos, conhecido como Jovem, e de outros 19 suspeitos, entre eles um soldado desertor do Exército. Jovem é acusado de ter assassinado o assessor do deputado estadual Roberto Dinamite (PSDB-RJ), Gildo Rodrigues, de 34 anos, em agosto do ano passado, numa rua próxima à favela.A operação, que incluiu um helicóptero da polícia para ajudar na localização dos bandidos, começou às 5 horas de hoje e levou três horas. Trinta policiais da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais da Polícia Civil (Core) e da Divisão de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC), liderados pelo delegado Marcos Reimão, coordenador da Core, estiveram na favela. Foram apreendidos uma pistola calibre 9 milímetros, um revólver calibre 32 e grande quantidade de maconha, além fardas do Exército e rádios que eram utilizados pelos bandidos para se comunicar dentro da favela. Apenas Jovem, o soldado do Exército e um rapaz que fazia a segurança das bocas-de-fumo do morro ficarão presos. Os outros suspeitos detidos foram liberados por falta de provas, de acordo com o delegado da DRFC, José Secundino.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.