PM prende um dos principais colaboradores de líder do PCC

Apontado como um dos principais colaboradores de Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, líder do PCC (Primeiro Comando da Capital), Reginaldo Aparecido Santos, de 30 anos, foi preso na tarde de sexta-feira depois de assaltar um estabelecimento comercial e fugir num Fiat Siena roubado. Perseguido por policiais do 38.º BPMM, Reginaldo perdeu o controle do veículo na Rua Prof. Jaçanã Altair, no Jardim Santo André, na zona leste da capital paulista. O carro derrapou e caiu num córrego. Levado ao 55º Distrito Policial, do Parque São Rafael, foi autuado em flagrante.Preso por roubo e extorsão, em 2002, Reginaldo cumpria pena em regime semi-aberto no Centro de Detenção Provisória (CDP) do Belém, também na zona leste. Como a carceragem do 55.º Distrito Policial já foi desativada, ele foi encaminhado para o 49.º DP onde ficará apenas esta noite e a madrugada. Na manhã de sábado está prevista sua transferência para algum CDP, possivelmente de Santo André ou Guarulhos. Apesar de a delegacia não confirmar que Reginaldo seja integrante do PCC, policiais militares de batalhões da região admitem ter recebido ordem para redobrar a atenção, para prevenir alguma retaliação por parte da facção criminosa. Sem se identificar, PMs contam que em bases e sede de companhias e batalhões da zona leste circulou a informação de que se trata do "braço direito de Marcola" e, por isso, há possibilidade de acontecerem ataques criminosos nas próximas horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.