PM prende um por vandalismo durante greve de motoristas em Minas

Paralisação afetou quase 2 milhões de usuários de transporte público na Grande Belo Horizonte

Solange Spigliatti, estadão.com.br

13 Março 2012 | 10h14

SÃO PAULO - A Polícia Militar registrou durante a noite desta segunda-feira, 12, e a manhã desta terça, em Belo Horizonte, três ocorrências ligadas à greve dos motoristas e cobradores de ônibus em Minas Gerais, iniciada na manhã de ontem.

 

Um homem foi preso na noite desta segunda-feira por depredar um ônibus da empresa onde trabalha, na Avenida Cristiano Machado, no bairro união, por volta das 22h. No bairro São Gabriel, um homem chegou a tirar a chave do contato de um coletivo, impedindo que ele trafegasse. No bairro Floramar, um grupo de grevistas impediu a saída dos veículos da garagem.

 

No segundo dia de greve, a maioria das viagens de ônibus em Belo Horizonte, segundo a BHTrans, empresa de transportes e trânsito de Belo Horizonte, estava sendo cumprida na manhã de hoje.

 

Relatório da BHTrans mostra que a movimentação parcial dos rodoviários afetou apenas uma das cinco estações BHBUS. Segundo a empresa, na estação Vilarinho, 95% das viagens estavam sendo cumpridos, nas outras as saídas dos ônibus estava em 100%.

 

Os motoristas e cobradores reivindicam reajuste salarial de 49%, 30 folhas de tíquete-alimentação no valor de R$ 15 cada uma, instalação de banheiros femininos nos pontos finais, participação nos lucros e resultados e uma jornada de trabalho de seis horas diárias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.