PM que matou três no hospital se entrega à Polícia, no Sergipe

Tenente havia invadido hospital e feito disparos para vingar a morte do irmão

Gehisa Lessa - Central de Notícias,

28 Abril 2012 | 16h54

 São Paulo, 28 - O tenente da Polícia Militar, Genilson Alves de Souza, de entregou à polícia por volta das 16h deste sábado, conforme informações da Secretaria de Segurança Pública do Sergipe. Souza invadiu o maior hospital do Estado e efetuou uma série de disparos para se vingar da morte de seu irmão. Os disparos mataram três pessoas.

Acusado de triplo assassinado, ocorridos na última sexta-feira, 27, no Hospital de Urgência de Sergipe João Alves Filho (Huse), o agente da polícia militar de apresentou voluntariamente no Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) de Sergipe.

O tenente está acompanhado de seu advogado e pelo coronel Andrade, comandante do policiamento do interior. O autor dos disparos ficou à disposição da delegada que investiga o caso, Tereza Simony, para prestar depoimento sobre a chacina.

O Governo do Estado do Sergipe, por meio da Secretaria de Segurança Pública, manifestou que todas as medidas foram tomadas a fim de apurar o caso e iniciar a ação penal para punir os culpados pelas mortes.

Genilson Alves de Souza atirou contra três suspeitos identificados como Adalberto Santos Silva, Márcio Alves dos Santos e Cleidson dos Santos. Os três, segundo a polícia, teriam trocado tiros com Jailson Alves de Souza, irmão do tenente que efetuou os disparos, que também ficou ferido durante o confronto, no bairro Santa Gleide.

O policial fazia diligência na região à procura de sua moto roubada por três assaltantes na quinta-feira, 26, quando localizou o veículo e os três supostos criminosos.

Mais conteúdo sobre:
sergipe policial hospital

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.