PM reforça patrulhamento na Favela de Antares após morte de cinegrafista

Corpo de Gelson Domingos da Silva será enterrado hoje no Memorial do Carmo, no Caju, zona norte do Rio

Solange Spigliatti, do estadão.com.br,

07 Novembro 2011 | 09h31

SÃO PAULO - A Polícia Militar reforçou o patrulhamento na região da Favela de Antares, na zona oeste do Rio, após a morte do cinegrafista da TV Bandeirantes, Gelson Domingos da Silva, 46, no domingo, 6. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Militar, policiais militares do 27º BPM (Santa Cruz) estão no local.

O cinegrafista morreu com um tiro de fuzil no peito, durante tiroteio entre traficantes e policiais militares. O corpo de Gelson será enterrado hoje, às 14h, no Memorial do Carmo, no Caju, zona norte do Rio.

Durante a operação da PM, nove pessoas foram presas e quatro morreram, segundo balanço divulgado ontem. Foram apreendidos um fuzil AR-15, três pistolas, quatro carregadores de fuzil e três de pistola, cinco rádios transmissores, além de um quilo de maconha e mais 1,5 mil trouxinhas da droga, 2 mil papelotes de cocaína e cem pedras de crack. A polícia ainda aprendeu R$ 3,1 mil em dinheiro, dez motocicletas e um celular.

Mais conteúdo sobre:
cinegrafista band favela antares

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.