PM reformula 190 para apressar atendimento

O Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) vai reformular o 190 para prestar atendimento mais rápido. A meta é fazer o tempo de chegada a uma ocorrência cair de 8 para 5 minutos - acima ainda do limite de 3 minutos previsto nos anos 80 pelo programa de radiopatrulhamento-padrão. Os postos dos operadores do telefone 190 passarão dos atuais 40 para 52 na cidade de São Paulo.O Copom recebe 150 mil telefonemas por dia para o 190 no Estado de São Paulo, 40 mil só na capital. Dessas ligações, 60% referem-se a casos de atendimentos sociais e outros que não configuram crime ou são da alçada do Corpo de Bombeiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.