PM tem mandado de reintegração de posse para antigo Museu do Índio

Na manhã desta segunda-feira, 25 ativistas e índios que ocupavam o prédio foram removidos em um ônibus para delegacia da região

Marcelo Gomes, O Estado de S. Paulo

16 Dezembro 2013 | 11h19

RIO - O delegado Fábio Barucke da 18ª DP (Praça da Bandeira) disse que foi informado que há um mandado judicial de reintegração de posse do prédio do antigo Museu do Índio, nas imediações do Estádio do Maracanã, zona norte do Rio. O delegado esteve na manhã desta segunda-feira, 16, no local para tentar convencer um índio que está em cima de uma árvore sair, mas o ativista se recusou.

Mais cedo a PM entrou no prédio e deteve cerca de 25 ativistas que ocupavam o local. Todos foram levados para 18ª DP. "Estou esperando a ordem judicial chegar à delegacia para juntá-la ao procedimento em que os detidos estão sendo ouvidos", afirmou o delegado.

Às 10h10 um caminhão do Corpo de Bombeiros com uma escada magirus chegou ao local para tentar retirar o índio de cima da árvore. Dois bombeiros subiram na escada e negociaram por cerca de 10 minutos com o ativista, que se recusou a descer.

Neste momento, cerca de 30 policiais militares do Batalhão de Choque com escudos, cassetetes e capacetes com viseira fazem um cordão de isolamento ao redor da árvore para evitar a aproximação dos ativistas ligados a movimentos sociais que apoiam a atitude do índio que se recusa a deixar o local.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.