PM vai ocupar pelo menos 12 favelas do Rio durante o carnaval

A Polícia Militar (PM) vai ocupar pelo menos 12 favelas durante o carnaval, afirmou nesta quinta o comandante da PM, coronel Hudson Aguiar. Além de Rocinha, Vidigal, Dona Marta, Vigário Geral e Parada de Lucas, já ocupadas, serão monitorados os morros da Mineira, de São Carlos, da Coroa, da Providência e Chapéu Mangueira, além da favela do Jacarezinho e do conjunto habitacional Cruzada de São Sebastião. Hudson Aguiar, o secretário da Segurança Marcelo Itagiba e o chefe da Polícia Civil, Álvaro Lins, anunciaram o esquema de segurança para a semana do carnaval. De acordo com a secretaria, serão empregados 30.794 policiais militares no Estado, divididos em turnos - no centro haverá 5.588 PMs em 119 viaturas, 50 motocicletas e três helicópteros. A Polícia Civil trabalhará com 2.173 homens. O Batalhão de Choque da PM ficará responsável pela segurança na concentração, na dispersão e nas arquibancadas populares durante os desfiles das escolas de samba do Grupo Especial. Cerca de cem policiais e sete delegados atuarão no sambódromo. "O Batalhão de Choque tem treinamento específico para lidar com massa popular", justificou Itagiba. O Batalhão de Operações Especiais (Bope) da PM e a Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil estarão de prontidão. A segurança na orla também será reforçada. A PM vai usar 60 cavalos e cães farejadores na operação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.