PMDB dissidente apoia Dilma em sessão sem a cúpula

Uma frente suprapartidária de senadores, incluindo representantes da oposição, promoveu ontem no plenário uma sessão de apoio às medidas da presidente Dilma Rousseff de combate à corrupção. A sessão, porém, foi marcada pela ausência dos principais aliados do governo.

Andrea Jubé Vianna e Rosa Costa, O Estado de S.Paulo

16 Agosto 2011 | 00h00

O líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RO), chegou atrasado, o PT discursou sobre outros temas e a cúpula governista do PMDB não compareceu.

A maioria dos senadores que se revezou na tribuna para elogiar as medidas anticorrupção assinou requerimentos de CPI contra o governo, como Pedro Simon (PMDB-RS), Cristovam Buarque (PDT-DF), Ana Amélia (PP-RS) e Ricardo Ferraço (PMDB-ES). "Não é um alinhamento automático, é apoio a ações de governo", afirmou Ana Amélia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.