PMs denunciados por formação de quadrilha, seqüestro e extorsão

O Ministério Público estadual denunciou sete policiais militares por formação de quadrilha armada, seqüestro e extorsões, crimes praticados na cidade serrana de Teresópolis, em 2001. A denúncia foi oferecida à Vara Criminal de Teresópolis pela promotora Soraya Taveira Gaya. Foram denunciados os policiais militares Antonio Marcos Mesquita Pereira, Carlos Renato dos Santos Dalia, Roberto Carlos Nunes de Souza, Jandson Nascimento dos Santos, Paulo Cezar Vieira, Mozar t da Costa Lopes e Fabiano Evaristo da Silva. Paulo Cezar atuava como sub-comandante do 30º BPMERJ e recebia parcela dos valores extorquidos por seus subordinados. Os policiais Carlos Renato e Jandson já respondem pelo crime de homicídio em Três Rios por terem executado para "queima de arquivo" Eren ildo Jacinto de Souza, que participava da quadrilha.Segundo informações do Ministério Público, também responderão ao processo Patrícia Rocha da Costa, esposa do policial Antonio Mesquita, Michel Willian da Silva Brigido e seu primo Rali Oliveira Silva, que participavam da quadrilha, responsável por uma sé rie de furtos mediante arrombamento de diversos estabelecimentos comerciais em Teresópolis. Por outros crimes, três dos denunciados já estão presos. O sub-comandante está preso no Comando de Policiamento do Interior em Niterói. Os PMs Jandson e Carlos Renato estão presos no 30º BPM, em Teresópolis. O policial Antonio Marcos Mesquita foi expulso da corporação. A promotoria não pediu, por enquanto, a prisão preventiva dos denunciados, o que só acontecerá, segundo a promotora, se os acusados ainda em liberdade estiverem interferindo no curso das investigações. As informações são da Agência Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.