Reprodução
Reprodução

PMs que espancaram adolescente têm prisão preventiva decretada na BA

Jovem de 17 anos não parou em bloqueio policial e, por isso, foi agredido com vários chutes e socos

Marília Lopes, Central de Notícias

16 de fevereiro de 2011 | 03h50

SÃO PAULO - Os dois soldados da Polícia Militar flagrados agredindo um adolescente em Feira de Santana, na Bahia, tiveram a prisão administrativa decretada pelo presidente do inquérito, capitão José da Silva Lima. Segundo a corporação, Luciano Logrado Peixoto e Eric Sátiro Vitório, da 67ª Companhia Independente, estão detidos no Centro de Custódia Provisória, do Batalhão de Choque de Lauro de Freitas.

 

Veja também:

video Assista ao vídeo com a agressão ao adolescente

 

Além de investigação na companhia, em esfera criminal, os dois PMs são investigados em um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) que avalia, sob a ótica administrativa, a conduta e permanência dos policiais. Os soldados foram afastados de suas atividades na semana passada, quando foram divulgadas as imagens das agressões.

 

Os dois PMs foram flagrados por câmeras de segurança de um estabelecimento comercial, no último dia 9, agredindo um adolescente de 17 anos numa das avenidas mais movimentadas do centro de Feira de Santana. Nas imagens, o rapaz, em uma motocicleta, é abordado pelos policiais, que começam a agredi-lo logo após o garoto descer da moto.

 

Após cair no chão, já sem o capacete, arrancado por um tapa, o rapaz, que não teria parado em um bloqueio feito pela PM, leva vários chutes e socos. Depois de ser agredido, o garoto foi levado para uma delegacia local.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.