Reprodução Google Maps
Reprodução Google Maps

PMs morrem após serem encontrados desacordados dentro de viatura no Rio

Não havia vestígios de violência nos corpos; eles chegaram a ser socorridos, mas não resistiram

Denise Luna, O Estado de S.Paulo

05 Maio 2018 | 13h03

RIO - Dois policiais morreram neste sábado, 5, no Rio, após serem encontrados desacordados dentro de uma viatura policial na Estrada Roberto Burle Marx, na Barra de Guaratiba, zona oeste da cidade. Eles chegaram a ser levados para o Hospital Lourenço Jorge, na mesma região, mas não resistiram. A Polícia Militar aguarda a perícia dos corpos para saber a causa das mortes.

De acordo com a Polícia Militar, o sargento Rosemberg de Jesus Príncipe, 38 anos, e o soldado Bruno Pereira Martins dos Santos, 36 anos, eram lotados no 31º Batalhão da Polícia Militar, no Recreio, também na zona oeste da cidade. O Sargento Príncipe estava na PM desde 2005. Era solteiro e não tinha filhos. O soldado Bruno, que entrou para a PM em 2013, era casado e deixa dois filhos.

+++ Tentativa de roubo de carga causa morte do 42º PM neste ano no Rio

Pelas redes sociais, colegas dos PMs relembraram um caso semelhante ocorrido em 2016. Dois policiais foram encontrados inconscientes dentro de uma viatura no bairro do Engenho Pequeno, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio, com espuma na boca. A suspeita na época era de que eles teriam sido envenenados pelo gás do escapamento da própria viatura. A PM não confirmou se, na ocorrência de hoje, também havia vestígios de intoxicação, como no caso de 2016, e informou que vai aguardar a perícia. 

+++ Denúncias de estupro crescem no Estado do Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.