PMs são encurralados por traficantes no Rio

Traficantes atacaram nesta segunda-feira, por volta das 20 horas, um microônibus da Polícia Militar que seguia para o Complexo da Maré, onde haveria uma troca de turno na Favela Baixa do Sapateiro. No ataque, três policiais e um menino que mora na região foram baleados. Com o tiroteio, o veículo ficou desgovernado e acabou caindo num valão. Cinco policiais ficaram presos nas ferragens.Os policiais militares Nilson Luiz da Silva, José de Araujo Júnior e Fábio Leite da Costa foram baleados. Também foi atingido por uma bala perdida o menino Marco Aurélio Fernandes da Silva, de 6 anos. A criança mora na Favela Baixa do Sapateiro e estava próxima do local do tiroteio.Logo após a troca de tiros, o microônibus ficou desgovernado e caiu em um valão da favela, deixando cinco policiais presos nas ferragens.Um policial militar pediu socorro pelo telefone celular e o Batalhão de Operações Especiais (Bope), a Coordenadoria de Operações Especiais (Core) e o Corpo de Bombeiros foram imediatamente enviados ao local.As equipes de socorro utilizaram helicópteros, mas tiveram dificuldades de acesso ao valão por causa dos conflitos com os traficantes. A favela fica próxima das Linhas Amarela e Vermelha e da Avenida Brasil, linhas de acesso importantes do Rio, que tiveram o policiamento reforçado após o incidente.TelevisãoUm tiroteio entre policiais e traficantes de drogas do Morro dos Macacos, em Vila Isabel, provocou a morte da menina Bianca Teixeira de Alencar, de 12 anos. A menina assistia à televisão na favela e chegou a ser socorrida por parentes, mas não resistiu.Por conta do tiroteio, a Linha Vermelha ficou interditada por meia hora durante a tarde e os veículos foram desviados para a Avenida Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.