Polícia acha arma que atingiu universitária no Rio, em 2003

A polícia do Rio informou hoje ter localizado a pistola de onde saiu o tiro que feriu a estudante Luciana Gonçalves de Novaes no campus da Universidade Estácio de Sá, em 5 de maio do ano passado. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública, a arma estava com Cleiton Ângelo Correia da Cunha, preso em flagrante no dia 20 de dezembro durante assalto a uma farmácia na Rua Mariz e Barros, na Tijuca,zona norte da cidade.Quatro peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) fizeram o exame de balística, cujo resultado deu positivoao ser comparado com o projétil que atingiu a coluna vertebral da estudante.Apontado como suspeito em julho pelo secretário da Segurança Pública, Anthony Garotinho, Elton dos Santos está preso.O subsecretário da Segurança Pública, Marcelo Itagiba, disse hoje que Cunha é agora ?o principal suspeito? do crime. Além deser acusado de estar com a pistola ponto 40, ele teria dado como endereço a Rua do Bispo, onde fica a universidade.Preso em Bangu 5 por causa do assalto à farmácia, o Cunha foi levado no fim da tarde à Polinter para ser ouvido pelo delegadoRuchester Barbosa, responsável pela investigação do caso Estácio. Até as 19h, o depoimento não tinha terminado.A estudante Luciana ficou tetraplégica, sem movimentos do pescoço para baixo. Está internada desde maio e já passou porquatro cirurgias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.