Polícia acha em favela os fuzis roubados do Exército

Um disque-denúncia levou a Polícia Militar do Rio a recuperar três fuzis FAL, calibre 762 mm, na madrugada de hoje na favela do Vidigal (zona sul). Elas foram roubadas por dois soldados, na terça-feira, do Museu Histórico do Exército, no Forte de Copacabana (zona sul). As armas foram encontradas dentro de um saco plástico, abandonadas num terreno baldio.Segundo o porta-voz do Comando Militar do Leste (CML), coronel Gerson Gomes, elas podem ter sido devolvidas por traficantes do morro, por causa das buscas que o Exército estava fazendo nas favelas, o que poderia estar prejudicando a venda de drogas. "É bem provável a possibilidade de que a operação, que sufoca e abafa a atividade ilícita no local, acabou resultando nesta atitude", disse.Após conferir que a numeração dos fuzis, os cerca de 200 militares que vasculhavam as favelas Pavão-Pavãozinho, Cantagalo e Rocinha, em busca dos fuzis, suspenderam a operação. Os soldados Carlos Henrique de Melo e Carlos Eduardo Teixeira Farias, de 18 anos, acusados do roubo, continuam foragidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.