Polícia acredita que turista norte-americano deva estar morto

A Polícia Civil de São Jose dos Campos acredita que o norte-americano Raymond James Mierrel, que chegou ao Brasil em março deste ano para passar o aniversário com a então namorada Regina Filomena Rachid possa estar morto. "As investigações estão avançadas e provavelmente há algum delito de homicidio ou latrocínio", disse a delegada seccional Elaine Biasoli. Raymond deveria voltar à Califórnia no dia 04 de abril. Como não retornou, a família dele decidiu levar o caso ao FBI, a Polícia Federal americana, que fez o contato com a Polícia Civil de São José dos Campos. As investigações prosseguem por quase seis meses. O corpo de um indigente encontrado no início do mês de abril na cidade deve ser exumado pela polícia. "Depois da exumação outros exames devem ser feitos", disse Biasoli. A namorada do músico, Regina Rachid está presa desde junho mas sob acusação de roubo em um shopping da cidade de São Jose dos Campos. Não há provas contra ela no caso do norte-americano até agora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.