Polícia ainda não tem pistas de assassino de economista

A polícia não tem pistas do assassino do economista Ricardo dos Santos Martins Ferreira, de 42 anos, morto com um tiro na cabeça na noite de terça-feira, no estacionamento do Portão 3 do Parque do Ibirapuera. Nesta quinta-feira, as três testemunhas do crime - dois ambulantes e um comerciante - foram ouvidas novamente e disseram aos policiais não ter condições de dar informações para montar o retrato falado do criminoso. Afirmaram não ter visto o rosto do homem que matou o economista e depois fugiu com o carro dele, um Honda Civic. Explicaram que o bandido é moreno, tem 1,75 de altura e é "um pouco" magro. O policiamento foi reforçado no parque e nos estacionamentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.