Polícia Ambiental apreende palmito ilegal em Taubaté

A Polícia Ambiental de Taubaté apreendeu 328 palmitos in natura na madrugada desta sexta-feira, 17, durante uma fiscalização de rotina no Parque Estadual da Serra do Mar, em São Luiz do Paraitinga, Vale do Paraíba. O flagrante aconteceu por volta das 5 horas da manhã quando três pessoas extraíam irregularmente o palmito, no Núcleo Santa Virgínia.Da espécie Jussara, nativa da Mata Atlântica e ameaçada de extinção, cada palmito retirado media cerca de um metro de cumprimento. De acordo com a polícia, a extração ilegal abastece o mercado clandestino de venda de palmitos. A polícia ambiental ressalta ainda que além de destruir a mata, com a retirada do palmito, esse tipo de crime também coloca em risco a saúde pública, já que a venda clandestina do produto apresenta também falta de higiene."Além de ser crime ambiental, também pode causar doenças como botulismo, por exemplo", comentou o comandante da operação, capitão Marcos Simanovic. Para cada palmito, uma árvore é destruída. Toda a carga foi doada para a Apae de Taubaté, onde passará pelo processo adequado para ser utilizado na alimentação. MaconhaNa via Dutra, trecho de Roseira, a Polícia Rodoviária Federal encontrou 133 quilos de maconha dentro de um carro, em uma operação de rotina. Os tijolos de maconha estavam armazenados em caixas de papelão no banco traseiro do veículo, com placas de Aparecida. Nelson Júnior dos Santos, de 26 anos, e Raul Fernandes, de 36, foram presos acusados de tráfico de drogas e ficarão detidos na cadeia pública de Aparecida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.