Polícia apreende 170 quilos de cocaína no Rio

Operação da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA), no Morro da Pedreira, em Acari, zona norte, resultou na maior apreensão de cocaína em morros cariocas nos últimos três anos: 170 quilos. Parte da droga estava em papelotes, parte estava misturada e havia também cocaína pura, em forma de pasta. Dois traficantes foram mortos em confronto com a polícia e quatro policiais militares ficaram feridos por estilhaços de granada lançada pelos bandidos. Os PMs não correm risco de vida. O explosivo era de fabricação argentina.O titular da DRFA, Alan Turnowski, afirmou que a ação no Morro da Pedreira faz parte de uma rotina da polícia, que vem dando batidas nas áreas com altos índices de roubo de veículos praticados por traficantes. Quando chegaram ao local, às 8h30, 12 agentes da DRFA foram recebidos a tiros de fuzil e granadas e pediram reforço ao 9º Batalhão da PM, que enviou mais de 20 homens.Após a chegada do reforço, os criminosos fugiram. Ao vasculhar o morro, a polícia encontrou dois traficantes feridos. Os homens, não-identificados, portavam duas granadas, dois radiotransmissores e uma pistola calibre 45. Eles foram levados para um hospital da região, mas acabaram morrendo. Um automóvel Golf roubado foi recuperado.A polícia encontrou também uma casa usada pelo tráfico para a "endolação", processo no qual a droga é misturada e colocada em papelotes para a venda. Havia milhares de papelotes. Além da cocaína, foram apreendidas bacias, peneiras e balanças de precisão. A operação terminou por volta das 15h.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.