Polícia apreende bananas de dinamite no interior de SP

A Polícia Civil de Piraju, no interior de São Paulo, aprendeu 43 bananas de dinamites que estavam guardados na casa de Fernando Henrique Bailon, de 18 anos, morador na periferia da cidade. A suspeita é de que os explosivos seriam usados para facilitar a fuga de presos em alguma das penitenciárias do oeste paulista. Segundo o delegado Adalberto Bueno Correa Filho, Bailon era acusado de abrigar um detento foragido da Penitenciária de Ipaussu, cidade vizinha. Quando os investigadores chegaram com o mandado de busca, desconfiaram do rapaz, que ficou nervoso e ao iniciar a blitz na residência, encontraram as bananas com fiação e detonadores. À polícia, Bailon disse que guardava os explosivos para um motoboy, que agora está sendo procurado. De acordo com o delegado Corrêa Filho, a dinamite apreendida é suficiente para explodir um prédio de dois andares ou a muralha de uma penitenciária.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.