Polícia apreende caça-níqueis que pertenceriam a miliciano Batman

Acusado é ex-PM e foi condenado a mais de 12 anos de prisão por formação de quadrilha; ele é apontado como líder da mílicia 'Liga da Justiça'

Marília Lopes e Solange Spigliatti, Central de Notícias

30 Março 2011 | 16h28

SÃO PAULO - Policiais da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD) apreenderam nesta quarta-feira, 30, em um sítio abandonado em Campo Grande, no Rio, 68 máquinas caça-níqueis.

 

Segundo a Polícia, as máquinas seriam do miliciano Ricardo Teixeira da Cruz, conhecido como "Batman". O material apreendido será encaminhado para o depósito na Companhia das Docas, na zona portuária do Rio.

 

O ex-policial militar Ricardo Teixeira Cruz, o Batman, foi condenado a mais 12 anos de prisão por formação de quadrilha. Ele é apontado como líder da milícia Liga da Justiça, com atuação na zona oeste da cidade.

 

Destruição. A Polícia Civil do Rio irá destruiu 3.753 máquinas caça-níqueis na manhã de hoje. Segundo a assessoria corporação, as máquinas foram apreendidas em operações da polícia nos últimos meses.

 

A destruição foi feita em um depósito na Avenida Francisco Bicalho, na região central do Rio. A Secretaria Especial de Ordem Pública (SEOP) cedeu tratores para a destruir as máquinas e a Companhia de Limpeza Urbana (Comlurb) ficou responsável por recolher as carcaças.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.