Polícia apreende no Rio carga de munição para traficante

Agentes das polícias Federal e Civil interceptaram na manhã desta quinta-feira um caminhão com cerca de 20 mil cartuchos de munição para fuzil e 50 granadas que abasteceriam o complexo de favelas da Maré, na zona norte da cidade.Policiais informaram que o material seria entregue à quadrilha de Paulo César da Silva Santos, o Linho, o traficante mais procurado do Rio, que controla a venda de entorpecentes na Maré. Ele estaria em guerra com outro traficante, conhecido como Facão. Três pessoas foram presas, entre elas o motorista do veículo. A ação ocorreu na Avenida Brasil, uma das principais vias de acesso ao Rio. O caminhão, placa AGC 8549, que vinha do Paraguai e já tinha passado pelos Estados do Mato Grosso do Sul e São Paulo, transportava granadas defensivas FMK2 e munição calibre 762, usada em fuzis AR-15, AK-47 e FAL.Os cartuchos, de fabricação alemã, argentina e norte-americana, e os explosivos, de origem argentina, estavam escondidos sob a carroceria do veículo. O disfarce era um carregamento de sacolas plásticas para uma rede de supermercados. Veja o especial:

Agencia Estado,

10 de abril de 2003 | 18h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.