Polícia apreende US$ 1 milhão em drogas

Quatro acusados de integrar maior quadrilha da zona leste são presos

Marcelo Godoy, O Estadao de S.Paulo

10 de abril de 2009 | 00h00

O cruzamento de informações de duas investigações da Polícia Civil levaram à apreensão de 200 quilos de cocaína e 9 quilos de maconha, além da prisão de quatro acusados de participar da maior quadrilha de traficantes de droga da zona leste de São Paulo. A droga apreendida está avaliada em US$ 1 milhão. Suspeita-se que ela tenha acabado de chegar da Colômbia e ainda com alto grau de pureza, pois não teria sido misturada a outras substâncias a fim de aumentar o peso do carregamento e o lucro do bando.A primeira investigação era da Delegacia de Roubo a Bancos, do Departamento de Investigação sobre o Crime Organizado (Deic), e a outra, da 7ª Delegacia Seccional de São Paulo (Itaquera). O grupo teria ligação com o grupo que resgatou na semana passada Willian Franklin Vargas de Freitas, o Fantasma, líder do Primeiro Comando da Capital (PCC), que foi recapturado no dia seguinte.A investigação do Deic tinha como alvo Paulo César Moreira Rodrigues, suspeito de roubar caixas eletrônicos na região. Os policiais do Deic seguiram o suspeito até uma casa na Rua General Otelo Franco. Anteontem à noite, quando Rodrigues deixou a casa com Robson Magno de Araújo, os investigadores do Deic detiveram a dupla e entraram na casa, onde prenderam Vander Flander Batista dos Santos, que havia comprado o imóvel. Na garagem estava a cocaína, a maconha e 250 quilos de cafeína, substância usada para aumentar o volume da cocaína. "Eles iam misturar a cafeína à cocaína antes de distribuí-la aos pontos de venda", disse o delegado Ruy Ferraz Fontes.O Deic suspeita que o imóvel tenha sido comprado com dinheiro de roubos a banco. O local seria usado apenas para a mistura da droga à cafeína e outras substâncias. "Eles iam distribuir essa cocaína para a zona leste, o Vale do Paraíba e o litoral norte", afirmou o delegado Godofredo Bittencourt Filho.Pouco depois da apreensão da droga, policiais da 7ª Seccional receberam a informação de que outros integrantes do bando estavam planejando resgatar os colegas presos e retomar a droga. Houve reforço do policiamento no local da apreensão.Ontem de manhã, os policiais da 7ª Delegacia Seccional detiveram Fabrício Luciano da Silva, acusado de liderar o bando. "Ele é o traficante mais importante da zona leste", afirmou o delegado Bittencourt Filho. Silva foi detido em sua casa, em Itaquera, na zona leste. Os policiais apreenderam documentos no local, mas não acharam armas nem drogas. Ele seria um atacadista responsável por trazer a droga para São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.