EFE/CARLOS JUNIOR
EFE/CARLOS JUNIOR

Polícia apura se ação irregular de empresa motivou acidente em SC

Queda causou 51 mortes; DER e governo do Paraná dizem que Costa & Mar não tinha autorização para levar tantas pessoas

Julio Cesar Lima, ESPECIAL PARA O ESTADO / CURITIBA

16 Março 2015 | 19h55

O acidente no fim de semana que envolveu ônibus da Costa & Mar Turismo pode ter sido provocado por uma irregularidade cometida pela empresa. A Polícia Civil do Paraná abriu um inquérito para investigar o caso, que culminou com a queda do ônibus de uma ribanceira de 400 metros, na Rodovia SC-418, na Serra Dona Francisca, em Joinville (SC), e deixou 51 mortos, a maioria de União da Vitória (PR).

O secretário de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná (Sesp), Fernando Francischini, disse que foram detectadas pelo menos três irregularidades e o objetivo do inquérito é garantir que os familiares possam receber indenizações. Entre os problemas está o fato de o ônibus Costa & Mar Turismo ter autorização para transportar 31 pessoas, mas se estima que estivesse com 60 pessoas no momento do acidente. Além disso, a empresa pediu autorização para ir até a cidade de Guaratuba, dentro do Estado, mas estava a caminho de Itapoá, em Santa Catarina, contrariando autorização emitida pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Não foram dados mais detalhes.

O Departamento de Estradas e Rodagens (DER) do Paraná também anotou a irregularidade e destacou nesta segunda-feira, 16, que, conforme as informações que recebeu, o veículo da empresa Viação Costa & Mar não tinha nem autorização da ANTT para transportar pessoas. 

Em Joinville, a Delegacia de Delitos de Trânsito é responsável pelo caso, sob o comando do delegado Brasil Guarani. Ele afirmou que já ouviu duas testemunhas, mas ainda é cedo para tirar conclusões. “Não podemos afirmar nada sem os resultados das perícias.” Será dada prioridade ao caso.

O grupo de viajantes havia partido inicialmente de União da Vitória, no Paraná, em um ônibus e em uma van, rumo a um evento de candomblé na cidade de Guaratuba. Em Mafra, no norte de Santa Catarina, um dos veículos teria quebrado, levando a empresa a colocar todo o grupo em um só ônibus. Por volta das 17 horas de sábado, no km 89 da SC-418, na Serra Dona Francisca, em Joinville, o motorista perdeu o controle e o veículo despencou de uma altura de 400 metros.

Cemitérios e hospitais. Dos oito sobreviventes do acidente, pelo menos seis continuam internados em hospitais da região de Joinville. As vítimas foram sepultadas ontem nas cidades vizinhas de Porto União, em Santa Catarina, e União da Vitória, no Paraná. Na comunidade paranaense Santa Rosa, era possível encontrar um dos quadros mais tristes da tragédia, com sete pessoas da mesma família mortas no acidente. / COLABOROU TOMÁS M. PETERSEN, ESPECIAL PARA O ESTADO

Mais conteúdo sobre:
Santa Catarina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.