Polícia baiana investiga série de estupros de crianças e adolescentes

Quem conseguisse tirar a virgindade de mais jovens ganharia uma aposta, segundo delegada de Tanhaçu; Ao menos 40 meninas podem ter sido violentadas

Tiago Décimo, O Estado de S. Paulo

23 de agosto de 2010 | 18h28

SALVADOR - A polícia baiana investiga uma série de estupros contra crianças e adolescentes, de idades entre 12 e 14 anos, no município de Tanhaçu, 471 quilômetros a sudoeste de Salvador. Estima-se que pelo menos 40 meninas tenham sido vítimas da violência, praticada por um grupo - também estimado - de 20 homens, de entre 25 e 35 anos.

 

Segundo a delegada do município, Ana Paula Ribeiro, algumas vítimas, acompanhadas por familiares, já prestaram depoimento e alguns agressores teriam sido identificados. Os nomes não foram revelados, para não prejudicar as investigações, mas Ana Paula informa que o pedido de prisão preventiva para os suspeitos identificados já foi encaminhado à Justiça.

 

De acordo com ela, a série de estupros teria sido motivada por uma aposta feita entre os agressores, na qual ganharia quem conseguisse tirar a virgindade de mais jovens. Entre as vítimas, segundo a polícia, há meninas com deficiência mental.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.