Polícia Civil do Ceará mantém greve nesta segunda-feira

Sincopi reivindica aumento no efetivo de policiais, sobretudo inspetores e escrivães, além de aumento de salário

Pedro da Rocha, do estadão.com.br,

01 Agosto 2011 | 02h48

SÃO PAULO - As delegacias do Ceará funcionarão em contingente reduzido, nesta segunda-feira, 1, em continuação da greve da Polícia Civil que teve início no dia 2 de julho. A desembargadora Sérgia Miranda, do Tribunal de Justiça (TJ) do Ceará, deve decidir na próxima quarta-feira, 3, se a paralisação é legal.

 

Apenas 20 delegacias da Região Metropolitana de Fortaleza funcionarão com todo o quadro de funcionários, segundo o Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Ceará (Sinpoci). O restante das delegacias trabalhará com 30% do contingente. O Sinpoci reivindica aumento no efetivo de policiais, sobretudo inspetores e escrivães, além de maior ganho salarial.

 

O juiz Paulo de Tarso Nogueira, titular da Sexta Vara da Fazenda Pública do Ceará, já havia declarado ilegal a greve, impondo multa diária de 50 mil ao sindicato e de R$ 300 descontados do salário de cada funcionário que aderisse ao movimento. O caso está agora no TJ.

Mais conteúdo sobre:
CearáPolicia Civilgreve

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.