Polícia Civil do Rio prende quatro suspeitos de incendiar carros

Dois menores estão entre os detidos; foram apreendidos bombas caseiras e material inflamável que, segundo a Polícia, seriam instalados embaixo de carros

Luciana Fadon Vicente - Central de Notícias,

23 Novembro 2010 | 11h39

SÃO PAULO - A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu nesta terça-feira, 24, quatro suspeitos de participar dos ataques incendiários a veículos. Renan Fortunato do Couto, de 19 anos, outro homem, de 24 anos, e mais dois menores foram detidos nem Copacabana.

 

Veja também:

link Criminosos atacam mais uma cabine da PM do Rio e incendeiam veículos

link Dois morrem após carro ser metralhado na Baixada Fluminense

 

Os dois homens portavam bombas caseiras e material inflamável quando foram presos pela polícia. Eles estariam tentando instalar os artefatos embaixo de carros em Copacabana. Segundo nota da Polícia Civil, os recentes ataques ocorridos no Rio foram organizados por uma facção criminosa.

 

Todos os elementos são do morro do Pavão-Pavãozinho, em Copacabana foram autuados por formação de quadrilha e bando, e explosão.

Mais conteúdo sobre:
Rio ataques Polícia Civil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.