Policia Civil do RS começa operação-padrão

Investigações vão ter ritmo mais lento; sindicato estuda entrar em greve

Central de Informações

07 Fevereiro 2012 | 10h56

SÃO PAULO - O Sindicato dos Escrivães, Inspetores e Investigadores da Policia Civil (Ugeirm-Sindicato) do Rio Grande do Sul anunciou o início de uma operação-padrão, a "Operação Cumpra-se a Lei", a partir desta terça-feira, 7, em todas as delegacias do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) no Estado.

O sindicato tem assembleia geral marcada para o dia 7 de março, quando a categoria vai apreciar indicativo de greve.

A decisão para o início da operação padrão foi tomada em assembleia nesta segunda-feira, 6, após receberem proposta de reajuste salarial oferecida pelo Governo. A operação vai atingir atividades do cartório e da investigação.

No cartório, os agentes não farão relatório de inquérito policial, os flagrantes terão presença de delegados na presidência dos trabalhos e as oitivas deverão ser conduzidas pelos delegados. Todas as medidas cautelares deverão serão formuladas e requisitadas à Justiça pelos delegados.

Durante as investigações, os agentes não vão preparar ou organizar operações policiais. Todas as viaturas ficarão no pátio do Deic após 18 horas e as equipes volantes não cumprem plantão de sobreaviso fora do horário de expediente.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.