Polícia dá início a implantação de mais uma UPP, no Rio

Unidade implantada no Morro dos Macacos deve atingir cerca de 20 mil moradores

Solange Spigliatti - Central de Notícias,

14 Outubro 2010 | 09h53

SÃO PAULO - Cerca de 175 policiais deram início na manhã desta quinta-feira, 14, a mais uma etapa do projeto de implantação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP), no Rio.

 

Desta vez, o projeto está sendo implantado no Morro dos Macacos e nas comunidades conhecidas como Pau da Bandeira e Parque Vila Isabel, que juntas formarão a primeira UPP do complexo de favelas do Morro dos Macacos e a 13ª UPP do Estado.

 

Segundo a polícia, assim que a situação nos Macacos estiver estabilizada - não há um prazo definido - o Bope vai expandir sua área de atuação para as comunidades vizinhas: Morro São João, Morro da Matriz e Favela do Quieto, que farão parte da segunda UPP do Complexo dos Macacos.

 

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), a implantação das UPPs vão beneficiar 20 mil moradores das comunidades e outros 44 mil que vivem no entorno, além de elevar os níveis de segurança dos bairros Maracanã, Vila Isabel, Grajaú, Riachuelo e Engenho Novo.

 

Segundo a Secretaria, o projeto pretende pacificar as áreas críticas do Rio de Janeiro até o fim de 2014. Ao final deste processo no Complexo dos Macacos, 44 comunidades estarão pacificadas e cerca de 245 mil pessoas serão beneficiadas direta e indiretamente pelo programa.

Mais conteúdo sobre:
Rio UPP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.