Polícia de Alagoas prende 12 acusados de estuprar meninas

Entre os presos está um idoso de 90 anos; vítimas tinha idades entre 6 e 12 anos

Ricardo Rodrigues, Especial para O Estado

21 Julho 2011 | 18h00

MACEIÓ - A Polícia Civil de Alagoas prendeu na manhã nesta quinta-feira, 21, doze acusados de participação em crime de estupro de menores de idade, na cidade de Água Branca, no Sertão alagoano, a 301 quilômetros de Maceió. Entre os doze presos, dez são idosos, incluindo um homem de 90 anos.

 

A investigação começou depois que a polícia recebeu uma denúncia anônima, encaminhada ao chefe de operações da Delegacia de Água Branca, José Afrânio Castelo. Policiais civis das delegacias de Delmiro Gouveia, Mata Grande, Canapi, Inhapi e Água Branca participaram da operação, nas zonas urbana e rural do município.

 

De acordo com as investigações, comandadas pelo delegado regional de Delmiro Gouveia, Manoel Wanderley, os acusados abusaram sexualmente três meninas, com idade entre seis e doze anos. Segundo o chefe de operações, uma das meninas - de apenas 11 anos - contraiu doença venérea (gonorreia), ao ser estuprada por um dos acusados.

 

A polícia informou ainda que os estupros aconteciam em vários locais, inclusive no banheiro público da cidade e numa sorveteria pertencente a um dos acusados. Os mandados de prisão foram expedidos pelo juiz Kléber Rocha, da Comarca de Água Branca. O promotor de Justiça José Antônio Malta e o Conselho Tutelar municipal também acompanham o caso.

 

Foram presos: Alvino Sandes Lima, 90 anos; José Euclides de Souza, o "Pernambuco", 82 anos; José Cardeal, "Zé do Piolho", 76 anos; Francisco Xavier Neto, o "Chico de Izadias", 73 anos; Manoel Messias Vieira da Silva, "Mané Macedo", 70 anos; Jovileu Ferreira Batista, o "Leu", 65 anos; Manoel Francisco dos Santos, o "Lila", 61 anos; Marevaldo Manoel da Silva, "Mareval", 50 anos; Luiz Francisco dos Santos, "Luquinha", 50 anos; Cícero Luiz da Silva, 31 anos; José Cláudio Lima da Silva, "Cacau"; e Severino João dos Santos, o "Major".

 

Com Cícero Luiz da Silva, os policiais civis apreenderam um revólver, calibre 38. O delegado Manoel Wanderley informou que os presos foram conduzidos ao Instituto Médico Legal (IML) de Maceió, onde serão submetidos a exames de corpo de delito e depois seriam levados para a carceragem da Casa Custódia, na periferia da capital alagoana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.