Reprodução Google Street View
Reprodução Google Street View

Polícia de Maringá prende mulher envolvida em furto milionário

A quadrilha deixou prejuízo avaliado em R$1 milhão à loja de equipamentos náuticos

Julio Cesar Lima, Especial para O Estado

09 Agosto 2017 | 15h10

CURITIBA - A Delegacia de Furtos e Roubos de Maringá, prendeu no último sábado, 5, Elaine Campos Pereira, de 27 anos, mulher de Ederson Marcos da Silva, de 30, considerado um dos líderes da quadrilha que furtou a loja Rio Náutica no último dia 30 e deixou prejuízo avaliado em R$ 1 milhão. Ederson continua foragido. 

A polícia chegou até Elaine por meio de câmeras de segurança nas praças de pedágios em Ponta Grossa e Mandaguari, utilizadas para checar a placa da Picape Ford que levantou suspeitas por transportar jet skies e quadriciclos. 

A dona da camionete foi identificada como mãe de Elaine, e após monitoramento na casa do casal, Elaine foi detida. Contra ela já pesava um mandado de prisão por tráfico de drogas. 

O investigador Everaldo Fernandes disse à imprensa local "que ela agiu indiretamente, pois deixou que objetos furtados fossem colocados em sua casa". 

Ederson, segundo a polícia, usa cinco documentos falsos e tem sete mandados de prisão contra ele

por furto de veículos, latrocínio, furto de caixa eletrônico, roubo a bancos e ajuda em libertação de presos em Santa Catarina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.